quinta-feira, 30 de junho de 2016

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Festival de Inverno de Diamantina

FESTIVAL DE INVERNO DE DIAMANTINA
Programação rica e variada vai esquentar a cidade, em mais de 30 dias de atrações

De 28 de junho a 31 de julho, instituições públicas locais realizam o Festival de Inverno de Diamantina, que promete esquentar a cidade com uma programação artística, cultural e esportiva rica e variada. A realização é um esforço conjunto do Conservatório Estadual de Música Lobo de Mesquita, Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) / Museu do Diamante, Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Prefeitura Municipal de Diamantina, Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) - Unidade Diamantina e Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).
O Festival de Inverno de Diamantina tem o objetivo de dar visibilidade a manifestações artísticas e culturais produzidas e realizadas em Diamantina e em outras regiões do país, além de oferecer oficinas e atrações nas mais diversas linguagens: artes do corpo, artes da palavra, audiovisual, cultura popular, patrimônio material e imaterial, música, arte e ciência, gastronomia e cultura do esporte.
“Durante muitos anos a cidade foi palco de eventos dessa natureza, mas é a primeira vez que o Festival é totalmente promovido por parceiros locais. Sua realização só foi possível devido a essa união de forças”, afirma o secretário municipal de Cultura, Turismo e Patrimônio, Walter Cardoso França Júnior. Para a realização do Festival de Inverno de Diamantina, as instituições contam ainda com o apoio do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural e Políticas Culturais do Município de Diamantina, Instituto de Arte e Cultura de Diamantina (Diarte), Instituto Casa da Glória / IGC / UFMG, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) / 13º SRII, Mitra Arquidiocesana de Diamantina e Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae).

Programação
No período de 28 de junho a 31 de julho, Diamantina será palco de uma diversificada programação artística, cultural e esportiva, envolvendo espetáculos de dança e teatro, oficinas literárias, workshops de música e cinema, minicursos, evento de gastronomia, maratonas de ciclismo e motociclismo, lançamentos de livros e bate-papos com autores, mostras de filmes, exposições de artes plásticas e de fotografias.
“Dessa forma, o Festival de Inverno de Diamatina está também em consonância com as metas do Plano Nacional de Cultura, no sentido de assegurar o acesso à arte e à cultura - em suas dimensões simbólica, cidadã e econômica - a toda comunidade diamantinense e aos turistas que visitam a cidade”, conclui o diretor de Cultura da Pró-reitoria de Extensão e Cultura da UFVJM, professor Roberto Amaral.

Abertura
O Festival de Inverno de Diamantina será oficialmente aberto no dia 28 de junho, às 19 horas, no Anfiteatro da UFVJM - Campus I (Rua da Glória, 187 – Centro). O evento de abertura contará com a presença de representantes de todas as instituições envolvidas, e toda a comunidade diamantinense está convidada a participar.

FESTIVAL DE INVERNO DE DIAMANTINA
28 de junho a 31 de julho
Mais informações: www.facebook.com/diamantinacultural/


Texto: Dicom/UFVJM

terça-feira, 17 de maio de 2016

Visite a exposição "Educação do Olhar"



EXPOSIÇÃO “Educação do Olhar”
Leitura de imagens urbanas do centro e entorno de Diamantina sob dois olhares e tempos, dos fotógrafos Chichico Alkimin (XIX/XX) e Paulo Batista (Década de 80/XX).
De 17/05/2016 a 20/05/2016
Horário: 10h às 17h
Sala de exposições temporárias
Agendamento de turmas pelo telefone (38) 3531-1382.

14ª Semana Nacional de Museus - 1º dia

Confira como foi o primeiro dia da 14ª Semana Nacional dos Museus no Museu do Diamante.

Visita do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) AD de Diamantina
e região a exposição "Educação do Olhar"

Foto: Juliane Nicolle

Visita Guiada com a turminha do 3º ano da E. E. Matta Machado, de Diamantina.

Foto: Jaqueline Ribeiro

Exposição "Da Janela Para o Mundo"

Se você passou em frente ao Museu do Diamante noite passada deve ter notado a projeção de imagens da exposição "Da Janela Para o Mundo".

Com curadoria de Celina Lage e Jade Liz, disponibilizada pelo Museu Virtual de Brasileiros e Brasileiras no Exterior e a Universidade do Estado de Minas Gerais, a exposição virtual "Da Janela Para o Mundo" consiste em fotografias tiradas a partir de janelas revelando o olhar dos brasileiros em diversos países do mundo.

As imagens serão projetadas na porta da Sala de Exposições Temporárias do Museu do Diamante no período de 17 a 20/05/2016, das 18h às 21h.

Passe por lá!

Veja o catálogo completo da exposição no link  https://issuu.com/celinalage/docs/from_the_window_to_the_world



quinta-feira, 5 de maio de 2016

Confira a programação do MD na 14ª Semana de Museus


33ª Edição do Café Literário - Livro "A Metamorfose"

O projeto de extensão Café Literário da Faculdade Interdisciplinar em Humanidades (FIH) da UFVJM em parceria com o Museu do Diamante/Ibram, apresentam a sua 33ª edição, com o livro:

A metamorfose, de Franz Kafka

Dia: 14/05/2016 - sábado
Horário: 15h
Local: Museu do Diamante/Ibram - Rua Direita, 14 - Centro - Diamantina/MG

PARTICIPE!

quarta-feira, 4 de maio de 2016

14ª Semana Nacional de Museus

MUSEUS E PAISAGENS CULTURAIS
A relação entre museus e paisagens culturais vem nortear as discussões da 14ª Semana Nacional de Museus. Proposto pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM) para as comemorações do 18 de maio (Dia Internacional de Museus) de 2016 e para a 24ª Conferência Geral do ICOM (a ser realizada em Milão), esse tema reforça o papel sociocultural das instituições museais. Quando chamados a abrirem suas portas para seus contextos externos, enfatiza-se a necessidade da valorização das culturas e da diversidade paisagística do país, que possui um mosaico de bens culturais. 

Cada região do Brasil é constituída por paisagens específicas, muitas vezes identificáveis por meio da relação estabelecida entre os diferentes grupos sociais e o território. Isso ocorre, por exemplo, com as comunidades ribeirinhas e os contextos navais tradicionais; ou com os sertanejos, que tiram seu sustento da Caatinga; ou pelos modos de vida tradicionais dos povos do Cerrado, formados por etnias indígenas, quilombolas, agricultores familiares, e assim por diante. São populações muito conectadas às dinâmicas das paisagens e da natureza, e que, não raro, possuem fortes laços de pertencimento com as localidades, transmitindo as tradições culturais geração após geração. 

Sob essa perspectiva, determinados contextos urbanos ou até localidades específicas de cidades cosmopolitas também podem ser trabalhados como paisagens culturais. Esses espaços abrigam pessoas com diferentes heranças culturais e que trazem influências múltiplas em termos de arquitetura, culinária, costumes, vestimentas, falares, artes e outros. 

A 14ª Semana Nacional de Museus simboliza um convite para que o território seja compreendido ou ressignificado como espaço cultural vital das comunidades. A diversidade sociocultural brasileira se constrói e se reconstrói cotidianamente, estando presente nas instituições museológicas como espaços de comunicação, conhecimento, pesquisa e aprimoramento das práticas culturais. Para além da preservação da memória, os museus têm um importante papel na qualificação dos entornos, sejam eles vilas, cidades, ou quaisquer locais que importem às populações em relação a suas identidades e à preservação de seu patrimônio. Sob essa ótica, os museus assumem um papel estratégico no desenvolvimento local, na construção da cidadania e como dinamizador de oportunidades culturais e econômicas. 

Com o entendimento de que os espaços externos são ao mesmo tempo lugares de memória e seus espelhos, é possível com criatividade conceber ações diversas junto às comunidades. Sob essa perspectiva, a Semana de Museus de 2016 é uma ocasião propícia para os museus fortalecerem laços e atuações com suas paisagens culturais. 

Instituto Brasileiro de Museus - IBRAM 
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN

Veja a passagem da #TochaOlímpica no Museu do Diamante



A #TochaOlímpica passará em Diamantina no próximo dia 10/05, terça-feira. A cidade está entre as sete centenárias tombadas pela Unesco como Patrimônio da Humanidade que receberão a chama olímpica durante o revezamento.

E o Museu do Diamante/Ibram convida a comunidade para assistirem a passagem em frente ao museu a partir das 12h:30. Sugerimos usarem ROUPAS BRANCAS como símbolo da paz e do espírito olímpico.

Preparamos manifestações artísticas e aguardamos todos a participarem deste momento histórico para nossa cidade e nosso povo. Esta ação tem o objetivo também de motivar os jovens para prática de esportes.

“A Chama Olímpica é um importante símbolo dos Jogos. Representa a paz, a união e a amizade entre os povos. A #TochaOlímpica foi acesa no dia 21 de abril nas ruínas do Templo de Hera, na cidade de Olímpia, na Grécia. Uma vez acesa, a chama é conduzida por meio de tochas, em um grande revezamento, até a cidade-sede dos Jogos. O revezamento termina com o acendimento da pira Olímpica na cerimônia de abertura.”